Você está em: OZÔNIO / Ozônio na ADL

Ozônio na ADL


A geração do gás ozônio, utilizamos equipamentos desenvolvidos como insumo ar ambiente seco, passando através de um reator refrigerado, onde existe a Descarga por Barreira Dielétrica (DBD). Este tipo de descarga é produzido ao se aplicar uma alta tensão elétrica entre dois eletrodos paralelos, tendo entre eles um dielétrico (vidro) e um espaço livre, por onde flui o ar seco ou o oxigênio. Neste espaço livre é produzida uma descarga em forma de filamentos, onde são gerados elétrons com energia suficiente para produzir a quebra das moléculas de oxigênio, formando o ozônio (O3).

Investimos em pesquisas para desenvolver novas tecologias para usar o ozônio em substituição de produtos químicos nocivos ao meio ambiente através de um convênio firmado com o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Fitossanidade do Instituto Agronômico (IAC) localizado na cidade de Campinas para desenvolver pesquisas no uso do ozônio para áreas do agro-negócio.